Vidraça

Fala-se tanto em inveja, esta danada

Se algo dá errado é porque ó, a inveja não deixou

Menino subiu na firma, opa a inveja não vingou

Não conta do teu casório moça nova

A inveja sobe ao altar

Não adianta se esconder, fugir, ir a Paris

Ela vai onde quer que você vá…  

Eu confesso, tenho inveja somente de uma coisa nessa vida

É de quem sabe limpar vidros com perfeição

Sabe vidraça limpinha, sem risquinhos, nem manchas?

Pode-se olhar o mundo triste 

Através de uma vidraça limpa

E ainda assim ver alegrias

Mas quando a vidraça está maculada

A sujeira do mundo mistura-se as suas nódoas

E não enxerga-se mais nada

Se tem uma coisa nesta vida que eu invejo

É de quem limpa vidros com o coração.

Imagem

 

 

 

 

 

Foto Google.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s