Cartão ponto

Sentada à minha frente
Olhar meigo, sorriso inocente
Pernas desimpedidas
Sonhadoramente esquecidas
Ela sádica
Eu masoquista
Eu razão
Ela sentimento
Neste estranho ritual de conquista
o silêncio quebrado apenas
pelo som dos apontamentos
Aos finais olhava os ponteiros
Sedento pela semana
Febril pelo batente
No vai e vêm da tinteiro
Eu ditador
Ela obediente.
Eu rígido
Ela sacana.

beijapc3a9

Anúncios