Tormenta

É como se eu ainda sentisse
O cheiro da palha benta
as orações ao pé da cama
O dormir de ladinho por recomenda
e tantas outras crendices
nas noites de tormenta.
A Maria de minha infância
volta e meia, nestas noites, volta
e me conforta baixinho dizendo que a tempestade vai passar
e que não será preciso mais cobrir os espelhos
pois serão neles que eu irei reencontrá-la.
11212748_1071263432903681_9196155170113682275_n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s